15 de março de 2014

O Perfume

Este é um dos meus preferidos!!!
Qual é o seu?

Encontre o perfume dele aqui 

Após o sonho de ser uma estrela do rock e sonho de ser rico e famoso, Paco Rabanne te convida a descobrir uma nova fantasia... Ser vitorioso! Um campeão invejado, um símbolo sexual. Ícone para homens, fantasia total para as Mulheres!Duas forças inesperadas agem em conjunto: Êxtase e Vício. A fragrância é pura energia, tão vibrante como uma carga de adrenalina. A casca de pomelo junto com folhas de louros e um acorde marinho são responsáveis pelo toque de refrescância, complementados pela madeira de guaiac, patchouli e um acorde de âmbar cinza que conferem sensualidade e masculinidade à fragrância.Nada melhor que um troféu para simbolizar a fantasia do Homen Invictus. Um frasco único, inovador, ousado, intenso e masculino. Não possui tampa, deve ser pulverizado pela parte de cima do frasco.

Acabei de ler  o livro O Perfume de Patrick Suskind.  É um tipo de leitura que exala aromas dos mais diversos e aprimora a sensibilidade olfativa de maneira totalmente inusitada. 

O Perfume é uma narrativa, em terceira pessoa. Traça o caminho percorrido por Jean Batiste Grenouille que nasceu em Paris no ano de 1738.

O trabalho de reconstituição histórica de Patrick Süskind consegue captar plenamente os ambientes da época, tal como as mentalidades. Os caminhos trilhados pelo personagem para se especializar no ofício de perfumista, a extensa e detalhada descrição dos processos químicos de produção dos cheiros, da transformação das fontes da natureza, de flores, óleos, madeira, assim como a alquimia dos excrementos e dos fluidos ocupam a maior parte da narrativa. É um trabalho de historiador, com a capacidade de exalar os lodos e os excrementos dos becos, que permite envolver o leitor nas fumaças das efusões, dos alambiques, e sentir a temperatura dos líquidos misturados.

O livro conta a estranha história de Grenouille que, ao sentir, identificar e fragmentar todos os odores ao seu redor, se apercebe de não ter cheiro nenhum. Ele busca incessantemente construir um cheiro para si, uma identidade pelo olfato e para seu olfato, que seja a síntese da vida.

A leitura sobre a vida desse personagem possibilita experimentar novas sensações, é como se pudesse sentir todos os cheiros descritos e como se pudesse sentir todos os sentimentos confusos, sufocantes e libertadores que o dominavam. A partir dessa leitura a visão que temos sobre o mundo, sobre as pessoas e sobre os cheiros não serão mais as mesmas.

10 comentários:

Voltar ao topo