23 de novembro de 2012

Como organizar receitas novas e antigas

Hoje a Bebel falou em seu blog sobre a organização de receitas e de uma entrevista dada pelo nossa amiga Ana Afonso organizer sobre o tema.

Na verdade de todas as formas propostas no texto para guardar receitas, a que dá mais certo em casa é a pasta sanfonada que publiquei inicialmente, aqui.

Tenho uma pasta para doces, separada em categorias: Bolos, Pães e biscoitos, Sobremesas geladas, Pudins, Doces, Bebidas


Esta é a pasta de salgados, também organizada em categorias: Frango, Boi, Suino, Peixe, Peru, Arroz, Massas, Legumes, Tortas e pães, Saladas, Molhos e Sopas

Nelas coloco todos os papeizinhos, anotações, recortes de revistas, jornais, novos e antigos. Todos os papéis são avulsos e soltos.

Quando quero fazer um pudim, pego todas as receitas de pudim, escolho a que mais se adapta ao momento, faço a receita e anoto alguma modificação que acho necessário. Coloco a data que foi feita e retorno a pasta. Muito fácil e prático!

Como as pastas são plásticas, são de fácil manutenção. Já troquei os elásticos várias vezes, pois estragam ao longo do tempo. Mas as pastas duram muito tempo. As minhas tem mais de cinco anos e estão inteiras!

E você, como guarda suas receitas?

6 comentários:

  1. Ro gostei muito,desta forma de guardar as receitas ,preciso urgente arrumar as minhas! te enviei um email,bjos.

    ResponderExcluir
  2. Adorei a idéia...obrigada.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Rô, eu também arquivo por tópicos, é bem mais fácil, né? Só que não uso estas pastas, uso um fichário daqueles pequenos e imprimo tudo em meia folha, é bem prático. Uso dois fichários um para salgados e outro para doces.

    Beijoca.

    Meire

    ResponderExcluir
  4. Aí!!! Esqueci de assinalar o acompanhamento dos comentários, agora tá feito.

    Beijoca e bom início de semana.

    ResponderExcluir
  5. Eu adoro pastas sanfonadas, são muito práticas. Tenho até uma mini que levo na bolsa. =) Beijos!

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita. Sua opinião é muito importante!

Voltar ao topo