Pular para o conteúdo principal

Eu não gosto de tralhas

Enquanto a arrumação é diária e consiste em usar algo e colocá-lo de volta em seu devido lugar, fato que sempre fará parte da nossa vida, a organização é um evento especial, que tem por objetivo colocar a casa em ordem em um único processo.
O segredo para a organização eficiente é descartar itens desnecessários e decidir onde guardar o que sobra. Para aproveitar ao máximo as coisas que são importantes, primeiro você precisa se desfazer daquelas  coisas que já não têm mais função e  só ocupam espaço. Confira os cinco passos para organizar sua casa de uma vez por todas!

1. Como organizar as roupas
Começando com o mais fácil e deixando o mais difícil para o final, você irá aperfeiçoar, aos poucos, sua capacidade de decisão e quando chegar à última categoria o processo vai parecer simples.
Antes de começar a organização das roupas, junte todas as roupas em cima da cama. Para fazer o trabalho com mais eficiência, divida as roupas nas seguintes subcategorias: Blusas (camisas, camisetas, suéteres); Partes de baixo (calças, saias, bermudas); Roupas de pendurar (blazers, casacos, vestidos); Meias, Roupas íntimas, bolsas; Meias; Acessórios (lenços, cintos, chapéus, bijus); Roupas para ocasiões específicas (biquínis, sungas, uniformes, roupas esportivas); e Calçados.
O ponto mais importante é decidir o que manter, e não o que descartar. Não guarde peças rejeitadas, pois esta é simplesmente uma maneira de adiar o descarte.
Uma das causas de um armário bagunçado é a falta de informação. As pessoas simplesmente não sabem como organizar as roupas em cabides. A regra mais básica é pendurar peças da mesma categoria lado a lado, dividindo o espaço em seções de blazers, camisas, vestidos, casacos. Você pode transformar completamente o seu guarda-roupa apenas aplicando esse princípio.
Você não vai demorar mais que 10 minutos para fazer a arrumação por categoria. Mas não se esqueça: primeiro é preciso manter no armário apenas aquelas roupas que você realmente adora, independente do número de peças.
A tradição de guardar as roupas fora de estação é antiga. Com o surgimento do ar condicionado, nossas casas e escritórios estão menos sujeitos ao clima do lado de fora. É comum ver pessoas carregando casacos no verão por causa do ar condicionado do trabalho, assim como, nos lugares mais frios, é normal ver gente usando roupas leves no inverno devido ao sistema de aquecimento. Ou seja, isso prova que está na hora de abandonar o hábito de só manter no armário as peças que podem ser usadas na estação vigente.
2. Como organizar seus livros
O processo com os livros é praticamente o mesmo. Juntar todos os livros em único lugar. Retirar os livros das estantes e de todos os lugares em que estiverem guardados. Descartar os que já cumpriram sua função.
Recentemente, notei que ter menos livros intensifica o impacto daquilo que leio, pois reconheço as informações importantes com mais facilidade. O primeiro encontro com um livro é o momento ideal para lê-lo. Para não perder esse momento, mantenha um acervo pequeno. Livros técnicos e profissionais de consulta é um caso a parte e cada pessoa sabe o que é importante manter.
3. Como organizar os papéis
Meu princípio básico para separar papéis é jogar tudo fora. Descarte tudo que não se enquadrar em uma dessas três categorias: o que está em uso atualmente, o que será necessário durante um determinado período de tempo e o que precisamos guardar para sempre (documentos).
Depois de organizar a papelada e jogar fora o que é inútil, o que você deve fazer com o que decidiu manter? O método de arquivamento é extremamente simples. Divida tudo em duas categorias: papéis para guardar e papéis em relação aos quais será necessário fazer algo. Nesse último grupo estão incluídos formulários que devem ser entregues, cartas que devem ser respondidas e reviostas que ainda serão lidos. Reserve um local especial para esses papéis com que você ainda terá de lidar. Coloque todos no mesmo lugar e nunca deixe que se espalhem pela casa. Guarde em um organizador vertical para armazená-los de pé. Toda a papelada que requeira sua atenção deve ser colocada ali, sem necessidade de separação.
A outra subcategoria é a dos papéis que temos de mexer com mais frequência, como apostilas de cursos e documentos. Não faz sentido guardá-los se não for para têlos à mão facilmente. Use uma daquelas pastas catálogo, onde são presas folhas plásticas. Esta é a categoria mais traiçoeira, pois esses papéis tendem a se multiplicar. Reduzir o volume é fundamental. Resumindo: os papéis devem ser organizados em duas categorias: os que necessitam de atenção (contas a pagar, cartas a serem respondidas, etc.) e os que precisamos guardar (documentos, contratos, contas pagas, garantias e manuais). O segredo é manter todos os papéis da mesma categoria em uma única pasta ou arquivo, sem subdividi-los em grupos menores. Apenas a categoria “guardar” deve ser subdividada em “uso raro” e uso frequente”. Ou seja, bastam três pastas. E lembre-se: a pasta de papéis que “requerem atenção” deve ficar vazia. Se há papéis ali, significa que você deixou coisas pendentes e deve cuidar.
4. Como organizar os itens variados
Ao contrário de roupas e livros, esta categoria inclui uma gama bem diversa de elementos. A ideia de classificar e organizar todos eles pode parecer desanimadora. Porém, se lidarmos com eles na ordem certa, a tarefa se tornará bem mais simples. A ordem básica é a seguinte: Cds e DVDs, produtos de beleza, acessórios, documentos (passaportes, cartões de crédito, etc.); equipamentos eletrônicos (câmeras digitais, fios e cabos); utilidades da casa (artigos de papelaria, kits de costura, etc.): Provisões da casa (descartáveis como remédios, detergentes, lenços de papel, etc.); Utensílios de cozinha/gêneros alimentícios e outros (hobby, ciclismo ou cinema ou outro considere essa uma categoria à parte). Faça um inventário de todos os itens diversos que possui e mantenha apenas aquilo que lhe dá alegria, e nada, além disso.
5. Como organizar itens de valor sentimental
Memórias realmente valiosas nunca desaparecerão, nem mesmo se você se desfizer dos objetos relacionados a elas.
Se você está adiando a tarefa de selecionar as fotos para quando chegar à velhice, não espere mais, faça isso agora. Quando envelhecer, você apreciará bem mais as fotografias se elas já estiverem em um álbum organizado do que se estiver tudo misturado numa caixa. Outro item tão difícil de descartar quanto às fotos são as recordações dos filhos. 
Se você reduzir o número de pertences seguindo a ordem dos cinco passos, seu trabalho fluirá com facilidade surpreendente, garante Mari Kondo em seu livro A mágica da arrumação. Acredito que poucas pessoas saberiam dizer qual o número ideal de coisas que cada pessoa deva ter em casa, pois a maioria está acostumada a viver com mais coisas do que precisa. 
Com base no livro a Mágica da Arrumação de Mari Kondo

Postagens mais visitadas deste blog

21 dias de cuidados minimalistas

Este desafio é pessoal e só depende de você. São 21 dias de cuidados com um lema diário baseado na metodologia Kaisen que diz: um dia não pode terminar sem que um progresso tenha sido realizado. 

A metodologia Kaizen é uma abordagem estruturada que visa assegurar que os processos satisfaçam nossas necessidades, não apenas no momento atual, mas de forma continua ao longo do tempo. O enfoque não consiste em buscar a melhor solução para um momento específico, mas sim desenvolver sistemáticas que garantam a manutenção e aperfeiçoamento a cada dia. A metodologia Kaisen de desafio pessoal consiste em seis estágios: Identificação e seleção das oportunidades de melhoria; estabelecimento de metas de melhoria; análise do processo atual; geração e seleção de alternativas de aperfeiçoamento; implementação das melhorias e avaliação contínua do processo. Vamos começar? 1.Identifique três prioridades para seu dia. Não fique estressado pensando em todo o trabalho que você precisa fazer. Simplesmente faça…

Cinco passos para a organização da casa com base Método KonMari

Enquanto a arrumação é diária e consiste em usar algo e colocá-lo de volta em seu devido lugar, fato que sempre fará parte da nossa vida, a organização é um evento especial, que tem por objetivo colocar a casa em ordem em um único processo. O segredo para a organização eficiente é descartar itens desnecessários e decidir onde guardar o que sobra. Para aproveitar ao máximo as coisas que são importantes, primeiro você precisa se desfazer daquelas  coisas que já não têm mais função e  só ocupam espaço. Confira os cinco passos para organizar sua casa de uma vez por todas!
1. Como organizar as roupas Começando com o mais fácil e deixando o mais difícil para o final, você irá aperfeiçoar, aos poucos, sua capacidade de decisão e quando chegar à última categoria o processo vai parecer simples. Antes de começar a organização das roupas, junte todas as roupas em cima da cama. Para fazer o trabalho com mais eficiência, divida as roupas nas seguintes subcategorias: Blusas (camisas, camisetas, suétere…

Como organizar uma agenda pessoal

Nossa agenda pessoal envolve muitas atividades diárias, semanais e mensais. Por isso uma boa organização da agenda é super necessária. Veja como planejar e otimizar  sua agenda com sucesso.




Como fazer um planejamento passo-a-passo:
Em primeiro lugar divida sua vida em 3 prioridades permanentes: (vida pessoal, vida familiar e trabalho)
Pessoal – coloque no papel tudo que você deseja para a sua vida: emagrecer, começar academia, parar de fumar, fazer uma lipo, começar um curso de inglês, fazer um curso de culinária, ler 1 livro por mês, usar menos a internet; fazer um clareamento dental...
Família – coloque no papel tudo que envolve sua família: trocar de carro, comprar um apto maior; uma viagem a Disney com as crianças, reformar  e trocar os eletrodomésticos da cozinha, fazer uma 2ª viagem de lua de mel...
Trabalho – coloque no papel seus planos profissionais: aumentar minha carteira de clientes em 50%; alcançar a posição de liderança em... Nas vendas diretas temos a vantagem de construir …

Conheça os licores famosos e como servir

Licor é uma bebida antiga que tem base de destilado, é aromatizado e possui no mínimo, 20% de açúcar. Os mais famosos do mundo vem da Europa porém, há registros históricos sobre povos antigos que consumiam algum tipo de bebida semelhante ao licor.  Licores mais famosos do mundo •   Amaretto Disaronno (Itália): o licor de amêndoas
•    Frangélico (Itália): avelã
•    Pisa Nut Liqueur (Itália): avelã
•    Vermeer Dutch Chocolate Cream (Noruega): chocolate
•    Kahlúa (México): café
•    Tia Maria (jamaica): café
•    Chambord (França): Framboesa
•    Maraschino (Itália): Cereja
•    Limoncello (Itália): limão siciliano
•    Midori (Japão): melão
•    Sortilége (Canadá): maple
•    Cointreau (França): laranja
•    Grand Manier (França): laranja
•    Bénédictine (França): ervas em fórmula secreta criada em 1510.
•    Chartreuse (França): fórmula secreta a base de ervas
•    Jägermeister ( Alemanha): Feito desde 1878 leva 56 tipos de ervas
•    Pernod (França): anis
•    Sambuca Romana (It…

Menos é mais, no Princípio 80/20

Aplicar esse princípio no dia a dia significa empreender uma mudança real na maneira de ver e viver a vida. O conceito de que 80% do que queremos é gerado por 20% do que fazemos, significa que somente uma pequena parte do que fazemos é importante de fato. O resto é apenas desperdício. A melhor maneira de aplicar à vida é fazer menos, porque menos é mais quando você se concentra nas poucas atividades realmente importantes como sua felicidade e a das pessoas que ama.

Independente da renda mensal, sempre é possível economizar, investir e multiplicar dinheiro se você estiver menos preocupado com sua carreira e mais envolvido em desfrutar do trabalho. Poupar, mudar de emprego, trabalhar menos horas por dia, descansar mais, conviver mais com seus filhos, economizar com empregada doméstica, fazer orçamentos, não comprar por impulso, são algumas ideias do que é possível fazer para viver com menos. Quando conseguimos fazer uma poupança razoável, ela pode sustentar nossa independência. 
De aco…