12 de setembro de 2014

Lareiras: como fazer a manutenção?

Há poucos dias do fim do inverno, para quem tem uma lareira em casa, chegou a hora da manutenção, para que ela se mantenha funcionando perfeitamente nos próximos invernos.



Os diferentes tipos de lareiras não interferem na manutenção e limpeza periódica. Mesmo nos modelos mais modernos, é fundamental prestar atenção para que a sujeira e o resto de fuligem não acumulem e causem danos. Porém, é preciso que essa manutenção seja feita de forma adequada, seja a lareira portátil, ecológica ou tradicional. Confira algumas dicas para não errar e garantir, sem sujeira, o aquecimento de seu lar no próximo inverno!

Manutenção contínua
É preciso retirar as cinzas de carvão a cada vez que se usa a lareira, para que elas não acumulem e grudem em suas paredes: aguarde até que a lareira esteja totalmente resfriada e retire com uma pinça alguns pedaços de madeira que ainda possam ser utilizados. Borrife uma quantidade não muito grande de água, para que as cinzas assentem e não espalhem pela casa. Para finalizar, varra com uma vassoura de pelos bem macios toda a cinza e retire completamente da lareira. Repita isso toda vez que a lareira for utilizada.

Não dê chances para fuligem!
Mesmo com uma boa manutenção contínua, é possível que se formem crostas na parede da lareira, que nada mais é do que o acúmulo de resquícios de cinzas, conhecido como fuligem. Uma boa medida para não dar chances para a fuligem grudar na sua lareira é passar um pano úmido com água quente por todo o interior dela e nunca usar a lareira mais do que duas vezes sem executar essa limpeza.

Lareira limpa por dentro e por fora
A parte exterior da lareira não é menos importante e também deve receber limpeza periódica para não acumular sujeira e impedir o funcionamento perfeito. Cada lareira é revestida por um material específico e, por isso, a limpeza externa deve ser feita seguindo as instruções do fabricante. Na dúvida, para evitar que as susbtâncias químicas utilizadas na limpeza possam corroer algum acabamento, utilize um pano úmido apenas com água quente.

Não esqueça a chaminé
Os dutos da chaminé também são locais propícios para o acúmulo de fuligem e impurezas. Para evitar qualquer problema de obstrução que impeça a dispersão completa da fumaça, é necessário uma limpeza profissional pelo menos uma vez por ano. Essa limpeza não pode ser feita de qualquer forma, pois pode ser arriscado e também ineficaz. Não tente economizar, porque, neste caso, o barato pode sair mais caro, já que é extremamente importante garantir a dispersão da fumaça.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita. Sua opinião é muito importante!

Voltar ao topo