7 de março de 2015

Uma lista para cada coisa ou uma lista única


Fazer listas para tudo não é hábito novo. Eu sempre gostei de listar tudo e nas horas vagas, brincar de lembrar palavras que iniciam com uma letra do alfabeto. As atividades da agenda de casa foram propostas inicialmente, considerando limpar ou organizar as coisas que começam com uma determinada letra do alfabeto e dá certo, pelo menos aqui em casa.

Da ida ao supermercado às metas para o futuro, é difícil escapar das listas. Estamos cercados de listas por todos os lados. Mas, afinal, por que nós amamos fazer listas? 



Veja alguns motivos básicos:

Para organizar a vida

Em meio a tanta informação e inúmeras opções à disposição, é natural que se estabeleçam prioridades. Escrever em tópicos pode ajudar a tornar mais claro o raciocínio.

Para lembrar de afazeres

Quem nunca chegou em casa e percebeu que tinha esquecido de comprar algo importante? Quem prefere a forma tradicional, no papel, tem o bônus de riscar ítem por ítem completado. Então, vamos aproveitar e fazer mais algumas listas como: 
  • Tudo o que precisa ser feito hoje para otimizar o tempo.
  • Providências que precisam tomar este mês.
  • Agendar a compra de presentes e comemorações dos aniversariantes do mês.
  • Fazer a lista de compras.

 

Para continuar um hábito milenar

Consegue pensar em uma lista famosa mais antiga do que a dos Dez Mandamentos, as leis recebidas por Moisés e descritas no Antigo Testamento? 

Por qual lista você prefere iniciar hoje?

2 comentários:

  1. Hoje eu faço lista para tudo: para as compras do mês, para as metas do ano, para as atividades do dia. Tudo para não esquecer e ter um maior controle sobre o que deve ser feito. Não vivo mais sem listas e adoro fazê-las.
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  2. Eu preciso de listas!!! Quanto mais melhor porque a vida é muito corrida e se eu não fizer tudo acaba em pizza!!!! hahaha!

    Beijos

    Gisley Scott
    www.vivendolaforanoseua.blogspot.com

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita. Sua opinião é muito importante!

Voltar ao topo