8 de julho de 2015

7 dicas de ouro para escolher um bom arquiteto

Se você está querendo reformar a sua casa e está em dúvida se contrata ou não um arquiteto, a primeira dica é: contrate! Seguir os conselhos de um profissional é muito importante para ter mais segurança e realizar um trabalho de qualidade. 



Para ajudá-la nessa etapa importante e fundamental da obra, selecionamos abaixo 7 dicas de ouro para escolher um bom arquiteto. Confira:

Proposta de serviço é indispensável

É imprescindível que o arquiteto apresente uma proposta de serviço, um documento que esclareça como o projeto será feito, o valor e a data limite de entrega para cada etapa. Também deve apresentar a quantidade de visitas que serão realizadas durante a execução da obra e como elas serão feitas. Se a parte contratante aceitar a proposta de serviço, é preciso exigir um contrato e o RRT (Registro de Responsabilidade Técnica) do Conselho de Arquitetura e Urbanismo.

Escolha um só profissional

Para evitar complicações e desentendimentos ao longo da obra, o ideal é contratar um único profissional para fazer tanto o projeto quanto o acompanhamento. Se, por um acaso, forem contratados dois profissionais, é importante que o autor do projeto visite periodicamente a obra.

Procure indicações e escritórios de arquitetura

Se você não conhece um arquiteto, busque indicações com amigos, familiares e conhecidos. Se, ainda assim, você não encontrar, recorra a sites como este aqui,  que reúnem excelentes escritórios de arquitetura em um só lugar.

Conheça o trabalho do arquiteto

Após escolher o arquiteto que irá conduzir a obra, visite uma construção projetada e gerenciada por ele. Apesar de ser possível ver fotos na internet, é muito importante conhecer o trabalho de perto para ter certeza na hora de contratá-lo.

Contrato de gestão da execução

Além de fazer uma visita de tempos em tempos à obra, é fundamental que, quando forem contratados dois especialistas diferentes, seja feito um contrato de gestão da execução para assegurar que o projeto saia exatamente da forma como foi idealizado por você e pelo profissional que fez o planejamento. No contrato devem constar as garantias, o que será feito, os prazos - em quanto tempo a obra será finalizada, os custos envolvidos, a relação de profissionais que irão trabalhar na obra, uma lista dos materiais necessários, quando serão comprados e os seguros.

Arquiteto bom é aquele que leva a opinião do cliente em consideração

Para que a obra fique adequada ao gosto do cliente, é fundamental que o profissional leve em consideração a opinião da pessoa que solicitou o serviço. Para entregar o melhor resultado possível, o arquiteto deve ouvir atentamente as necessidades e expectativas do contratante.

Valor cobrado

Os valores cobrados por cada arquiteto variam bastante. No entanto, uma coisa é comum para todos: o profissional deve ser recompensado pelo seu serviço, não pela contratação de terceiros ou compra de materiais. Antes de assinar o contrato e dar início à obra, avalie se os preços praticados estão de acordo com a Tabela de Honorários de Serviços de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (veja aqui).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita. Sua opinião é muito importante!

Voltar ao topo