21 de novembro de 2015

Quando o marido cuida da casa e dos filhos

Olhei esta foto e lembrei que este fato já foi comum em casa...



Muito pais fazem isso sem constrangimentos. Em casa foi assim durante algum tempo. Quando o caçula nasceu e eu ainda estava em licença maternidade, surgiu a oportunidade de fazer o mestrado em São Paulo. Hoje é comum encontrar cursos de pós graduação, mesmo de mestrado e doutorado em quase todas as grandes cidades, mas antes era somente nas grandes metrópoles.

Aceitei o convite e iniciei o curso do mestrado com a ajuda do marido e dos dois filhos pequenos. Viajava mais de 600 quilômetros de ida durante à noite, estudava o dia todo e dormia a noite na volta, mais 600 quilômetros de retorno toda semana. O marido cuidava da casa e dos meninos na minha ausência. Os meninos cresceram e até hoje ele participa do cuidado com os meninos e com a casa.

Embora seja estranho para alguns, é comum encontrar homens que ajudam suas mulheres, trocam fraldas, lavam louça e passam aspirador de pó. Essas e outras atividades, antes exclusivamente femininas, hoje também são executadas por eles, e com muita naturalidade.

Mas a mudança na organização das famílias vai além. Atualmente, muitos homens permanecem em casa. Assumem a responsabilidade pelos serviços domésticos e o cuidado com os filhos, enquanto as elas saem para trabalhar fora. Eles preparam o almoço, arrumam as camas, fazem compras no supermercado, ajudam na lição de casa dos filhos e levam a turma para a escola.

Em alguns lares, essa "inversão" de papéis acontece por imposição das circunstâncias, quando a mulher sai para trabalhar fora e o homem fica desempregado, ou quando a mulher trabalha longe ou tem um horário rígido e o homem possui horário mais flexível. 

É muito bom quando os pais se libertam de preconceitos e optam por ficar em casa para conviver mais com seus filhos por algum tempo. Toda a família se beneficia com os resultados a curto e a longo prazo também.

Um comentário:

  1. Sim é verdade. Hoje os homens estão bem mais participativos na vida dos filhos e isso é bom. Daqui uns anos pode ser que gere algum resultadona sociedade não? Eu gosto de temas como esse que abordastes em seu post.

    Beijos e convido a visitar meu Blog.
    Monalise
    www.dividindoexperiencias.com

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita. Sua opinião é muito importante! RoArchela

Voltar ao topo