17 de agosto de 2016

Casaquetos, cardigãs e sueters

Aproveitando o inverno e o novo estímulo para fazer crochê, estou fazendo algumas peças para meu guarda-roupa.



Ontem dei uma olhada em meus casaquetos. Até poucos dias atrás estava me queixando da falta de agasalhos e resgatando algumas peças que havia separado para doação já que ainda não havia comprado novas para substituir.

Peguei um casaco bege desmanchei e fiz uma boina, que ficou show, linda mesmo e o casaco, com algumas modificações e acabamentos virou um casaqueto bem estiloso.  O casaqueto é um casaco mais curtinho. As mangas são fofas, estilo princesa. Ele dá um ar bem feminino ao visual.

Ainda em processo estão mais duas peças, um suéter e um cardigã. Suéter é uma peça fechada,  muito confortável que poderá compor com várias peças pretas que tenho no guarda-roupa. É a blusa pérola que vai aquecer os braços e o tórax e deixar alguns looks bem confortáveis. 

A outra peça é um cardigã violeta. O cardigã ainda é a febre deste inverno, seja curto ou maxi, surgiu em homenagem ao conde de Cardigan, que chefiava oficiais britânicos na guerra da Criméia. O cardigã fazia parte dos uniformes da tropa. Na década de 1920, Coco Chanel propagou a peça para o vestuário feminino. O cardigã normalmente tem um decote em V, botões na parte frontal e é feito de tecido leves de malharia retilínea, como um tricô bem fininho, para climas amenos fazendo na maioria das vezes sobreposições a outras peças. Possui abertura frontal com zíper ou botões e geralmente possui manga comprida.

Quando eu terminar, trarei algumas fotos aqui.

Crédito da foto

3 comentários:

Voltar ao topo